PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DAS MAMAS
Copyright © Clínica Reviver Pablo Picasso. Women Running on the Beach. 1922. | Reviver©Art Gallery

MAMOPLASTIA DE AUMENTO

(Prótese de mama)
(Prótese de silicone)
(Clínica Reviver - Porto Alegre)

Mais informações
Dúvidas freqüentes


Introdução

O implante de prótese mamária, ou mamoplastia de aumento, é um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns realizados atualmente. Com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas.

Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas podem obter mamas mais firmes e atraentes com a mamoplastia de aumento. Nesse tipo de procedimento, a prótese é colocada em uma bolsa formada no tecido mamário. A cirurgia pode aumentar o tamanho das mamas ou deixá-las simétricas, devolver seu volume ou reconstruí-las após perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas. Nesses casos, geralmente é necessária uma mastopexia, que pode ser realizada em conjunto com esse procedimento.

Considerações Técnicas

A inclusão da prótese de silicone nos seios é realizada por uma incisão que praticamente não deixa nenhuma cicatriz visível. A prótese pode ser colocada imediatamente abaixo do volume mamário ou então sob o músculo peitoral. O cirurgião precisa avaliar cada caso para determinar a melhor conduta.

A prótese de silicone é, em geral, bem tolerada pelo organismo. Não apresenta perigo de câncer ou outra doença qualquer. Algumas pacientes podem apresentar certa reação ao silicone que foi inserido e, nestes casos, observa-se um endurecimento na região da mama, que pode ser sentido na palpação. Felizmente estes casos não são freqüentes, acontecem apenas em cerca de 5% das inclusões.

A duração dos procedimentos para aumento mamário normalmente é de uma ou duas horas. Antes do início do procedimento, a área a ser tratada é limpa, e um anestésico será administrado. Dependendo do cirurgião e da natureza do procedimento, é aplicada uma anestesia local com sedação intravenosa ou anestesia geral.

Tipo de Anestesia

Para a inclusão de prótese mamária podemos utilizar a anestesia local ou a geral. No primeiro caso, a paciente é medicada com calmantes antes da cirurgia e em seguida é feita a infiltração de anestésico local.

O que dá forma à mama?



A mama é formada por glândulas e ductos, cercados por tecido gorduroso que dá a ela sua forma e leveza. A elasticidade da pele também contribui para seu formato. Certos fatores, como idade e gravidez, podem afetar a elasticidade da pele e do tecido mamário, o que muda sua forma e aparência. As próteses mamárias podem ser colocadas em dois locais diferentes: submuscular e subglandular. Na submuscular, o implante é colocado parcial ou totalmente abaixo do músculo peitoral, contra a parede torácica. Na colocação subglandular, a prótese é posicionada abaixo do tecido mamário e acima do músculo peitoral. O cirurgião pode ajudá-la a determinar o tipo mais adequado.


Opções de implantes



Os implantes de silicone são conchas de elastômero de silicone preenchidos com gel de silicone. Não há evidências significativas de que os implantes de prótese de silicone aumentam o risco de câncer de mama, distúrbios do tecido conjuntivo ou doença autoimune. Os implantes possuem uma variedade de formas, texturas e perfis. Podem ser redondos ou anatômicos e ter superfície lisa ou texturizada. O perfil de um implante mamário pode ser padrão, moderado ou alto. Finalmente, variam de tamanho ou volume. O tipo, estilo e tamanho dos implantes escolhidos são determinados pelo seu estilo de vida, contorno corporal, quantidade de tecido mamário e tamanho e aparência desejados. Converse com seu médico sobre o tipo de implante mamário ideal a você.

A mamoplastia de aumento pode ser realizada com incisão axilar, periareolar, ou submamária. O procedimento pode ser realizado ambulatorialmente ou com pernoite hospitalar dependendo do caso.

Técnica Areolar

Técnica Areolar - Passo 1



A incisão periareolar é uma das mais comuns no procedimento de implante mamário. Normalmente, é feita uma pequena incisão no perímetro da aréola. Com o auxílio de um instrumento conhecido como retrator, o cirurgião faz a incisão para obter melhor acesso ao tecido abaixo da glândula mamária. Embora a incisão seja colocada em locais menos perceptíveis, seu tamanho e aspecto podem variar de acordo com o tipo e tamanho do implante, o contorno corporal da paciente e a preferência do cirurgião.

Técnica Areolar - Passo 2



Cuidadosamente, separa-se o tecido mamário com um dispositivo cauterizador menos invasivo possível e um bisturi para chegar à área da mama em que a bolsa será formada. Com o auxílio de um instrumento conhecido como elevador e dos próprios dedos, o médico criará uma bolsa onde colocará o implante.

Técnica Areolar - Passo 3



Ao contrário dos implantes salinos, que geralmente são inseridos vazios, os de silicone são pré-preenchidos, o que normalmente requer uma incisão maior. O cirurgião introduzirá o implante e inspecionará as mamas para manter a simetria. Ele pode ajustar a bolsa e a posição do próprio implante para atender as expectativas da paciente.

Técnica areolar – Passo 4



As incisões são fechadas com suturas no tecido mamário. Podem ser usadas suturas, fita adesiva ou cirúrgica para fechar a pele. O cirurgião pode utilizar suturas indissolúveis, que serão removidas em sete a dez dias. As cicatrizes desaparecerão lentamente dentro de alguns meses, mas pode levar um ano até que sumam completamente. Como em todo procedimento cirúrgico, a paciente pode sentir dor e inchaço na área operada. O inchaço diminui em poucos dias, mas pode persistir por algumas semanas.

Outras incisões possíveis

Incisão axilar



A incisão transaxilar é feita na dobra natural da axila, sem cicatriz na mama. Localizada em um sulco axilar, oferece um excelente acesso para a colocação de próteses de solução salina de qualquer volume, porém não pode ser usada para implantes de silicone gel de grande volume já que estes não passam pela pequena incisão axilar. A qualidade da cicatriz na maioria dos casos é boa, porém visíveis ao levantar os braços.

Incisão Inframamária



A incisão inframamária é feita na dobra abaixo da mama. É feita uma pequena incisão em cada uma delas. Oferece um excelente acesso para a colocação de próteses de grande volume e com o tempo, torna-se inaparente devido à pressão constante que as mamas exercem sobre a cicatriz; por este motivo é ideal para mulheres que tem tendência para cicatrizes de má qualidade.

Orientações pré-operatórias

Com a intenção de esclarecer algumas dúvidas, queremos passar orientações que julgamos importantes sobre a intervenção cirúrgica.

Período prévio à cirurgia

  • Discuta detalhadamente com o cirurgião o tamanho da nova mama.
  • Escolha o tipo de incisão e da anestesia.
  • Sempre que houver algum impedimento para a realização da cirurgia já marcada avise imediatamente ao cirurgião ou a clínica.

Recomenda-se:

  • Evite tomar aspirina ou remédios contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia, pois poderá interferir no processo de coagulação. Isto inclui Ginko-Biloba.
  • Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
  • Evite tomar ou usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.
  • Não fume nos 15 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.
  • Providencie acompanhante para contato e para a alta da clínica (nome e telefone).
  • Comunique ao médico se tiver episódio de erupção de qualquer tipo de herpes.
  • Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não tome bebidas alcoólicas.
  • A menstruação não é impedimento à sua cirurgia, mas de preferência programe-a para fora do período menstrual.
  • Recomendamos usar roupa de algodão no dia da cirurgia.
  • Comunique qualquer sinal de resfriado, conjuntivite, herpes ou infecções que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento cirúrgico deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.

Na Noite Véspera da Cirurgia

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar).
  • Alimentação leve até meia-noite.
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas, na véspera da cirurgia.
  • Observar jejum total de 6 horas antes da cirurgia, inclusive água, cafezinho, balas e refrigerantes.

No Dia da Cirurgia.

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar), com atenção especial para a região a ser operada.
  • Chegue à Clínica ou Hospital no horário marcado.
  • Tome somente a medicação prescrita.
  • Não use cremes ou maquiagem e deixe pelo menos uma unha sem esmalte ou base.
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas, que não precisem ser colocadas pela cabeça, pois serão usadas por ocasião da alta.
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal.
  • Não traga jóias ou objetos de valor.
  • Ao chegar à Clínica ou Hospital, comunique na recepção o nome e o telefone do familiar ou acompanhante que virá buscá-la(o).

Orientações pós-operatórias

  • Mantenha repouso relativo nos 8 primeiros dias.
  • Evite movimentos com os braços.
  • Não tire o sutiã ou molhe o curativo neste período.
  • Siga rigorosamente a prescrição médica.
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados.
  • Faça massagens nas mamas a partir do 28º dia até o 6º mês após a cirurgia. Esta massagem é fundamental para o bom resultado, pois ajuda a evitar a formação da cápsula fibrosa que endurece as mamas.
  • Não se preocupar com as formas intermediárias das mamas nas diversas fases de evolução do pós-operatório. O resultado final será verificado cerca de 12 meses após a cirurgia.
  • Não dirija antes de 3 semanas.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 30 dias gradativamente.
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias.
  • Natação, volei e musculação após 90 dias.
  • Qualquer dúvida entre em contato conosco. A Clínica Reviver de Porto Alegre está a sua disposição.



Copyright © Clínica Reviver - Porto Alegre