PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DA FACE
Copyright © Clínica Reviver Pablo Picasso. Portrait of a Young Girl. 1938. | Reviver©Art Gallery

PLÁSTICA DAS ORELHAS

(Otoplastia)
(Correção de orelhas em abano)

Mais informações
Dúvidas freqüentes


Alguns pacientes apresentam as orelhas muito abertas e, às vezes, sem os relevos de uma orelha normal. Este tipo de imperfeição estética é chamado de "orelha de abano" e causa, com freqüência, insatisfação.

A finalidade da plástica de orelhas é colocá-la numa posição considerada normal, assim como refazer seus contornos próprios.

Considerações Técnicas

É uma cirurgia que pode ser feita em crianças a partir de 5 a 7 anos de idade, no período pré-escolar, a fim de se evitar problemas psicológicos, que pode ficar complexada por causa das "orelhas de abano".

Tipo de Anestesia

A plástica de orelha é feita quase sempre com anestesia local. O paciente, antes da cirurgia, é medicado com um sedativo e, antes de começar a operação, a orelha é infiltrada com duas picadinhas de anestésico local. Em crianças um pouco agitadas ou nervosas, preferimos uma leve anestesia geral, tanto para o conforto da criança como para a tranqüilidade do cirurgião.

Orientações pré-operatórias

Com a intenção de esclarecer algumas dúvidas, queremos passar orientações que julgamos importantes sobre a intervenção cirúrgica.

Período prévio à cirurgia

  • Discuta detalhadamente com o cirurgião como ficarão as orelhas depois de operadas.
  • Sempre que houver algum impedimento para a realização da cirurgia já marcada avise imediatamente ao cirurgião ou a clínica.

Recomenda-se:

  • Evite tomar aspirina ou remédios contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia, pois poderá interferir no processo de coagulação. Isto inclui Ginko-Biloba.
  • Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
  • Evite tomar ou usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.
  • Não fume nos 15 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.
  • Providencie acompanhante para contato e para a alta da clínica (nome e telefone).
  • Comunique ao médico se tiver episódio de erupção de qualquer tipo de herpes.
  • Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não tome bebidas alcoólicas.
  • Comunique qualquer sinal de resfriado, conjuntivite, herpes ou infecções que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento cirúrgico deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.

Na Noite Véspera da Cirurgia

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar). Lave bem os cabelos, principalmente as região próxima às orelhas.
  • Alimentação leve até meia-noite.
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas, na véspera da cirurgia.
  • Observar jejum total de 8 horas antes da cirurgia, inclusive água, cafezinho, balas e refrigerantes.

No Dia da Cirurgia.

  • Lave bem os cabelos, principalmente as região próxima às orelhas.
  • Chegue à Clínica ou Hospital no horário marcado.
  • Tome somente a medicação prescrita.
  • Não use cremes ou maquiagem e deixe pelo menos uma unha sem esmalte ou base.
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas, que não precisem ser colocadas pela cabeça, pois serão usadas por ocasião da alta.
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal.
  • Não traga jóias ou objetos de valor.
  • Ao chegar à Clínica ou Hospital, comunique na recepção o nome e o telefone do familiar ou acompanhante que virá buscá-la(o).

Orientações pós-operatórias

  • Mantenha repouso relativo nos 8 primeiros dias.
  • Não deite de lado.
  • O curativo colocado na cirurgia é retirado no dia seguinte. É feito então um curativo menor que será retirado depois de 1 ou 2 dias.
  • Após a retirada, o curativo é substituído por uma "fita de cabelo" ou uma "faixa de tenista" que protegerá as orelhas conta acidentes por um período de 30 dias.
  • O paciente deve dormir com uma toca para proteger as orelhas contra acidentes durante o sono.
  • Siga rigorosamente a prescrição médica.
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados.
  • Os pontos de tráz das orelhas são retirados em torno do 10º ou 14º dia depois da cirurgia.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 30 dias gradativamente.
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias.



Copyright © Clínica Reviver