PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DA FACE
Copyright © Clínica Reviver Pablo Picasso. Jacqueline with Flowers. 1954. | Reviver©Art Gallery

PLÁSTICA DO PESCOÇO

(Lifting de pescoço)
(Lifting cervical)
(Lipoaspiração da papada)

Mais informações
Dúvidas freqüentes


A idade não está presente só na região do rosto. O pescoço influi muito na aparência jovial da face. Afinal de contas, para conseguir um contorno facial bonito, com um pescoço lisinho, a face toda tem de estar em equilíbrio.

Em uma única cirurgia é possível rejuvenescer as áreas do pescoço e acabar com a papada. A flacidez da pele é tratada por meio do minilifting cervical (pescoço) e a papada pode ser eliminada com uma lipoaspiração abaixo do queixo.

As cirurgias de pescoço e eliminação da papada são realizadas sozinhas em alguns casos específicos. Você pode mexer só na flacidez de pele e músculo ou só na gordura acumulada embaixo do queixo. Isso vai depender da avaliação do cirurgião.

Todavia é difícil fazer a indicação da plástica só no pescoço e na papada sem ter de dar um "retoque" na face também. Salvo poucas exceções, a pessoa que tem um pescoço flácido também tem um rosto flácido. Então, é difícil fazer a indicação só de uma cirurgia, porque pode comprometer o resultado final. Não há como acomodar o excesso de pele do pescoço sem mexer, pelo menos, nos terços médio e inferior da face.

Considerações Técnicas

O lifting de pescoço e a lipoaspiração de papada podem ser realizados em um mesmo ato cirúrgico. O lifting será o responsável pela suspensão da musculatura do platisma (músculo do pescoço) e pela tração da pele. Nos casos em que as bandas do platisma estão separadas devido à flacidez (quando o pescoço parece que tem duas pregas na vertical logo abaixo do queixo), são dados alguns pontos para fazer o "pregueamento" dessa musculatura e juntar as bandas que estavam afastadas. A incisão para fazer esse pregueamento fica localizada logo abaixo do queixo e, com isso, é possível melhorar o ângulo cervical (pescoço) da paciente. O último passo é retirar o excesso de gordura do submento por meio de uma lipoaspiração, deixando o queixo com um contorno mais definido. A incisão para a entrada da cânula da lipoaspiração, que é bem fina, pode ser no sulco mentoniano ou logo abaixo do lóbulo da orelha.

O tempo de duração da cirurgia de pescoço e papada é de duas horas. Se forem tratadas outras regiões, como as pálpebras, por exemplo, o tempo será um pouco maior. As cicatrizes não ficam aparentes. A do lifting cervical fica bem na linha da definição da orelha. Já a da lipoaspiração da papada é pequena, se a incisão for abaixo do lóbulo da orelha ou terá cerca de 2,5 cm, se ficar localizada no sulco do queixo.

Tipo de Anestesia

O lifting de pescoço e a lipoaspiração de papada podem ser realizados com anestesia local associada à sedação ou anestesia geral, dependendo da preferência do cirurgião e da paciente.

Orientações pré-operatórias

Com a intenção de esclarecer algumas dúvidas, queremos passar orientações que julgamos importantes sobre a intervenção cirúrgica.

Período prévio à cirurgia

  • Discuta detalhadamente com o cirurgião se o seu caso poderá ser resolvido com o lifting cervical ou será necessário associar outro procedimento.
  • Escolha o tipo de incisão e da anestesia.
  • Sempre que houver algum impedimento para a realização da cirurgia já marcada avise imediatamente ao cirurgião ou a clínica.

Recomenda-se:

  • Evite tomar aspirina ou remédios contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia, pois poderá interferir no processo de coagulação. Isto inclui Ginko-Biloba.
  • Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
  • Evite tomar ou usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.
  • Não fume nos 15 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.
  • Providencie acompanhante para contato e para a alta da clínica (nome e telefone).
  • Comunique ao médico se tiver episódio de erupção de qualquer tipo de herpes.
  • Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não tome bebidas alcoólicas.
  • Comunique qualquer sinal de resfriado, conjuntivite, herpes ou infecções que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento cirúrgico deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.

Na Noite Véspera da Cirurgia

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar). Lave bem os cabelos, principalmente as região próxima às orelhas.
  • Alimentação leve até meia-noite.
  • Evite bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas, na véspera da cirurgia.
  • Observe jejum total de 8 horas antes da cirurgia, inclusive água, cafezinho, balas e refrigerantes.

No Dia da Cirurgia.

  • Lave bem os cabelos, principalmente as região próxima às orelhas.
  • Chegue à Clínica ou Hospital no horário marcado.
  • Tome somente a medicação prescrita.
  • Não use cremes ou maquiagem e deixe pelo menos uma unha sem esmalte ou base.
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas, que não precisem ser colocadas pela cabeça, pois serão usadas por ocasião da alta.
  • Traga um óculos escuro e um lenço de cabeça.
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal.
  • Não traga jóias ou objetos de valor.
  • Ao chegar à Clínica ou Hospital, comunique na recepção o nome e o telefone do familiar ou acompanhante que virá buscá-la(o).

Orientações pós-operatórias

  • Mantenha repouso relativo evitando movimentação excessiva nos 8 primeiros dias.
  • Permaneça com a cabeceira elevada com dois travesseiros grandes.
  • Não deite de lado.
  • O curativo colocado na cirurgia é retirado no dia seguinte. É feito então um curativo menor que será retirado depois de 1 ou 2 dias.
  • Siga rigorosamente a prescrição médica.
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados.
  • Os pontos são retirados em torno do 6º ou 14º dia depois da cirurgia.
  • Após a retirada dos pontos, massagear as cicatrizes com o creme receitado pelo médico.
  • O edema aumenta até o 2º dia depois da cirurgia, quando então começa a regredir, apresentando um aspecto natural por volta do 8º dia.
  • Indicamos drenagem linfática pós-operatória manual que deverá ser realizada por profissional treinada.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 30 dias gradativamente.
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias.



Copyright © Clínica Reviver