PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DO CONTORNO CORPORAL
Copyright © Clínica Reviver Henri Matisse. Blue Nude. (Souvenir de Biskra). 1907. | Reviver©Art Gallery

VIBROLIPOESCULTURA

(Vibrolipoaspiração) Novidade
(Lipoescultura)
(Lipoaspiração)

Mais informações
Dúvidas freqüentes


Você já deve ter ouvido falar em lipoaspiração e lipoescultura, mas qual é a diferença entre estas duas técnicas?

A lipoaspiração é uma técnica operatória que consiste em retirar gordura localizada através de uma cânula e uma fonte de vácuo. Já a lipoescultura envolve dois procedimentos: em um primeiro momento o cirurgião plástico aspira a gordura localizada de uma região a fim de "esculpir" os contornos desejados. Depois ele usa parte do que foi aspirado para corrigir depressões ou dar volumes ao contorno corporal.

E a vibrolipoaspiração?

A vibrolipoaspiração é um método de tramento de depósitos de gordura semelhante a lipoaspiração, porém com uma diferença: utiliza um aparelho que realiza ondas vibratórias de pequena amplitude. Essas ondas são transmitidas para cânulas mais finas que as convencionais (2 a 3 mm) promovendo a fragmentação das células de gordura que são aspiradas pelas técnicas de lipoaspiração tradicional. Com a fragmentação da gordura, a sucção é mais rápida, diminuindo a possibilidade de irregularidades.

Copiright© Euromi.com

Isto resulta em movimentos mais delicados pelo cirurgião, minimizando o trauma aos tecidos, causando menos edema, manchas roxas e dor no pós-operatório, fatores que colaboram para uma recuperação mais rápida que a lipoaspiração tradicional, possibilitando o retorno às atividades cotidianas mais cedo. Ainda, a redução do tempo cirúrgico, por sua vez, diminui o tempo da anestesia reduzindo os riscos causados por anestesias longas.

Copiright© Euromi.com


Considerações Técnicas

A Lipoaspiração é realizada através de incisões de menos de 6 mm feitas próximas aos locais a serem aspirados, pelos quais introduzimos uma microcânula que, ligada a um aspirador especial, suga as células gordurosas do local desejado. Esta cânula tem a ponta romba para não lesar os nervos e vasos sanguíneos.

O vibrolipoaspirador foi desenvolvido com um sistema de proteção que trava o aparelho sempre que a cânula encontre um resistência diferente que a proporcionada pelas células de gordura. Isso impede acidentes de perfuração de outros tecidos.

A quantidade de gordura a ser aspirada varia de acordo com as necessidades do paciente. Podemos, através da lipoaspiração, remover os excessos de gordura localizados em várias regiões do organismo, como abdômen, coxas, joelhos, nádegas, culotes, embaixo do queixo, nas costas, etc.

O candidato deve estar próximo ao seu peso ideal.

Tipo de Anestesia

Para a lipoescultura indicamos a anestesia peridural com sedação. Atualmente, com a evolução da medicina, os riscos inerentes a anestesia são relativamente pequenos. Desde que a paciente se encontre em bom estado de saúde, pode se submeter com tranqüilidade à qualquer tipo de anestesia.

PARÂMETROS DE SEGURANÇA

O Conselho Federal de Medicina (CFM) estabeleceu parâmetros de segurança para a realização do procedimento. Os médicos não podem oferecer a lipo como solução para o paciente emagrecer. Pela resolução do CFM, a cirurgia tem indicação precisa: corrigir o contorno corporal ou seja, retirar pequenas quantidades de gordura localizada.

Para conter os exageros, a resolução do Conselho estipula limites de gordura que podem ser retirados do paciente numa lipo:

  • 7% do peso corporal ideal quando o médico usar a técnica infiltrativa (que produz menos sangramento).
  • 5% para a não infiltrativa.

Em ambas as técnicas, a lipo ainda não pode ser feita em mais de 40% da área do corpo.

A lipoaspiração pode ser realizada por qualquer médico?

Não. Segundo a Resolução Nº 1.711 do CFM* há necessidade de treinamento especifico para a sua execução, sendo indispensável a habilitação prévia em área cirúrgica geral, de modo a permitir a abordagem invasiva do método, prevenção, reconhecimento e tratamento de complicações possíveis.

Também há regras claras sobre as instalações onde a lipoaspiração pode ser feita e a presença do anestesista durante a cirurgia. Esse especialista tem de participar da lipo quando o paciente é sedado, recebe anestesia geral ou de bloqueio, como a peridural. O anestesista só é dispensável nos casos de pequeno porte, realizados com anestesia local.

Como eu vou saber se o meu cirurgião é habilitado para fazer uma lipo?

Para saber se o seu médico é Cirurgião Plástico com habilitação reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina, consulte o site do Conselho Regional de Medicina do seu estado. No Rio Grande do Sul consulte o site do CREMERS no link Médicos Ativos.

MITOS E VERDADES **

HLPA, mini-lipo, micro-lipo, lipo-light, lipomodulação são todas terminologias com apelo comercial para a lipoaspiração setorizada ou fracionada acrescida de uma ou outra coisa. Na essência o que muda entre uma e outra é só mesmo o nome da “técnica” e de seu “criador”, apresentando uma embalagem diferente de velhos conhecidos. Existe uma tentativa dos profissionais que não estão legalmente habilitados a transformar a lipoaspiração em um método “não cirúrgico”. Atualmente a maioria dos cirurgiões plásticos utiliza cânulas de calibre entre 3 e 4 milimetros, portanto, micro-cânulas. Não existe publicação em revistas científicas consideradas sérias de que a hidrolipoclasia ultra-sônica seja válida tanto do ponto de vista metodológico como científico. Sendo assim, a HLPA não tem embasamento convincente até o momento que possa sustentá-la.

Cuidados:

Com objetivo de garantir ao paciente segurança e bem-estar e informar aos médicos os limites e critérios de execução da lipoaspiração, o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou a Resolução n° 1.711/2003, regulamentando o assunto. Segundo o CFM, fica determinado que o profissional que vai executá-la deve estar habilitado a fazê-lo, tendo experiência mínima de dois anos em cirurgia geral com residência médica reconhecida e título de especialista. Portanto, médicos com formação em especialidades clínicas estão impedidos de executá-la.

Como podemos ver, embora divulgado como simples, este procedimento pode trazer sérias consequências se não realizado por profissional qualificado e em local adequado. Por isso, nós da Clínica Reviver de Porto alegre só relizamos este procedimento em centro cirúrgico, com dois médicos cirurgiões e um anestesista. Não submetemos a paciente a anestesia geral.

Preço

O preço costuma sair mais em conta que os anunciados por aqueles que dizem que em consultório é mais barato. O que eles fazem é anunciar um preço que inicialmente parece ser mais em conta porém, quando a paciente chega ao consultório, é dado um preço por área aspirada que, se somadas, acabam saindo mais cara que a realização no hospital. Além disto, o procedimento em consultório é limitado e a pessoa acaba voltando para a realização de outras áreas o que encarece mais ainda. Devido a legislação vigente em nosso País e o código de ética médica, o médico fica impossibilitado de dar preço em entrevistas ou qualquer outro tipo de mídia. O médico que anuncia novas terminologias para procedimentos cirúrgicos já consagrados, visando o aspecto comercial destes, e que anuncia preços e parcelamentos, esta infringindo o código de ética médica e esta sujeito as puniçoes prevista pelo Conselho Federal de Medicina.

Fonte:
* http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/cfm/2003/1711_2003.htm
** http://www.artigonal.com/cirurgia-plastica-artigos/hlpa-x-lipoaspiracao-1020819.html

Orientações pré-operatórias

Com a intenção de esclarecer algumas dúvidas, queremos passar orientações que julgamos importantes sobre a intervenção cirúrgica.

Período prévio à cirurgia

  • Analisar com o cirurgião quais áreas do corpo deverão ser lipoaspiradas, qual a quantidade de gordura que pretende retirar e quais os resultados previsíveis para cada área.
  • Esclareça a posição das incisões que vão ser utilizadas e a anestesia.
  • Pergunte que tipo de modelador cirúrgico você vai usar
  • Sempre que houver algum impedimento para a realização da cirurgia já marcada avise imediatamente ao cirurgião ou a clínica.
  • Programe suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 2 semanas.

Recomenda-se:

  • Evite tomar aspirina ou remédios contendo AAS (ácido acetil salicílico) e vitamina E, pelo menos nas duas semanas que antecedem à cirurgia, pois poderá interferir no processo de coagulação. Isto inclui Ginko-Biloba.
  • Evite todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
  • Evite tomar ou usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.
  • Não fume nos 10 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.
  • Providencie acompanhante para contato e para a alta da clínica (nome e telefone).
  • Comunique ao médico se tiver episódio de erupção de qualquer tipo de herpes.
  • Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não tome bebidas alcoólicas.
  • A menstruação não é impedimento à sua cirurgia, mas de preferência programe-a para fora do período menstrual.
  • Recomendamos usar roupa de algodão no dia da cirurgia.
  • Comunique qualquer sinal de resfriado, conjuntivite, herpes ou infecções que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento cirúrgico deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.

Na Noite Véspera da Cirurgia

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar). Lave com especial atenção as regiões que vão ser aspiradas.
  • Depile os pêlos pubianos com cuidado, evitando ferimentos ou arranhões.
  • Alimentação leve até meia-noite.
  • Evite bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas na véspera da cirurgia.
  • Observe jejum total de 8 horas antes da cirurgia, inclusive água, cafezinho, balas e refrigerantes.

No Dia da Cirurgia.

  • Tome banho geral usando sabonete anti-séptico (Sabofen ou similar), com atenção especial para a região pubiana e regiões que vão ser aspiradas.
  • Chegue à Clínica ou Hospital no horário marcado.
  • Não esqueça de levar para a clínica ou hospital os seus exames pré-operatórios e o modelador recomendado pelo cirurgião.
  • Tome somente a medicação prescrita.
  • Não use cremes ou maquiagem e deixe pelo menos uma unha sem esmalte ou base.
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas que serão usadas por ocasião da alta.
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal.
  • Não traga jóias ou objetos de valor.
  • Ao chegar à Clínica Reviver de Porto Alegre ou a um de nossos hospitais credenciados em Porto Alegre, comunique na recepção o nome e o telefone do familiar ou acompanhante que virá buscá-lo(a).

Orientações pós-operatórias

  • Mantenha repouso relativo nos primeiros 5 dias.
  • Não tire o modelador ou molhe o curativo neste período.
  • Tenha cuidado ao levanta. Aguarde alguns segundos antes de começar a caminhar. Se ficar tonto(a), torne a deitar.
  • Não caminhe desacompanhado(a) nos primeiros 2 dias.
  • Siga rigorosamente a prescrição médica.
  • Beba pelo menos dois litros de água nos primeiros dias.
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados.
  • Salvo em casos especiais, alimentação livre a partir do segundo dia, principalmente à base de proteínas (carnes, leite e ovo) e vitaminas (frutas).
  • É importante o uso do modelador compressivo para um bom resultado da cirurgia.
  • A compressão nas regiões lipoaspiradas diminui o edema, evita hematomas e facilita a acomodação da pele sobre a região aspirada. O modelador deve ser usado diariamente no primeiro mês.
  • Volte ao consultório para revisão de controle e curativos nos dias e horários estipulados.
  • Evitar esforços por 14 dias
  • Os pontos são retirados em uma semana.
  • A Lipoaspiração é, em geral, uma cirurgia indolor, mas o paciente deve resguardar-se com um repouso relativo nos primeiros dias.
  • Não se preocupar com as formas intermediárias nas diversas fases de evolução do pós-operatório. O resultado final será verificado cerca de 2 meses após a cirurgia. Tire com seu cirurgião suas eventuais dúvidas.
  • Não dirija antes de 10 dias.
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem a ponto de esquecer-se que fez cirurgia recentemente. Cuidado! Esta euforia pode levar a esforços prematuros que poderão determinar certos transtornos.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 30 dias gradativamente.
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias.
  • Aguarde para fazer sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação desta conduta por conta própria, poderá determinar retardo na cicatrização.
  • Qualquer dúvida entre em contato conosco. A Clínica Reviver de Porto Alegre está a sua disposição.



Copyright © Clínica Reviver